Home

Ela está está de volta ao cinema, vivendo a impetuosa Lota de Macedo Soares (1910/1967), urbanista e paisagista autodidata, que ficou famosa pelo projeto do Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro, um dos maiores do mundo. O filme FLORES RARAS, do diretor Bruno Barreto, acaba de entrar no circuito e é imperdível.  Trata do relacionamento conturbado entre essa mulher extraordinária e a poeta americana Elizabeth Bishop (1911/1979), pessoa igualmente extraordinária, que morou no Brasil por duas décadas. Alcoólatra, angustiada, sensível ao extremo, Bishop é interpretada pela australiana Miranda Otto, que dá um show de talento. Glória também merece aplausos — vive o perfil seguro e dominador de Lota para se transformar, no final do filme numa mulher depressiva. Palmas para elas!

Boa história, boa fotografia, iluminação primorosa, guarda roupa perfeito. Tudo isso e mais o espetáculo dos jardins que cercam a casa de Lota, em Petrópolis, projetada pelo arquiteto Sérgio Bernardes.

Resta dizer que os críticos não se entusiasmaram. O que pode significar que a gente vai gostar. Não perca!

Leia mais

A última graça de Jane Fonda

Aos 91, Bibi Ferreira volta aos palcos

Cenas de bastidor

A Mulher Nua, as avós e os golfinhos

Alice no País do Espanto

Anúncios

5 pensamentos em “Glória (Pires) nas alturas!

  1. Pingback: Glória ao quadrado | Fifties

  2. Pingback: Loira ou morena? | Fifties

  3. Pingback: Os 50 filmes que você precisa assistir | Fifties

  4. Pingback: Glória ao quadrado - Fifties+

  5. Pingback: Loira ou morena? - Fifties+

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s