Home

Segundo Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional de Longevidade, é preciso ser ativo para ter boa saúde na velhice. Erga as mangas e mãos à obra!

Segundo Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional de Longevidade, é preciso ser ativo para ter boa saúde na velhice. Erga as mangas e mãos à obra!

Conheça o premiado programa americano que convoca pessoas com mais de 50 anos a se engajar nos desafios da comunidade.  

Não se trata de mais uma ONG. A AARP Experience Corps faz parte das organizações não governamentais que falam uma nova linguagem, pautada no compromisso com resultados. E quando se trata de resultados a lista que cabe a esse “setor” do mercado é bastante desafiadora: vai da irradicação da pobreza, à defesa do meio ambiente passando pelos direitos humanos e desenvolvimento sustentável — haja desafio!

Boas intenções já não bastam. A filantropia deve ceder lugar a um modelo de negócios  eficiente e que preste contas à sociedade, praticando um estilo de gestão profissional e transparente. Tudo igual a qualquer empresa que se preze, com objetivos, busca de resultados, cobrança de produtividade. Nesse novo cenário, às ONGs cabe o papel de desencadeadoras de mudanças e isso implica em aumentar o impacto sobre a sociedade.

A americana Experience Corps reza por essa cartilha. Sua missão mistura dois públicos “carentes”– crianças em escola públicas de ensino fundamental com dificuldade de aprendizagem e a turma dos boomers, pessoas com mais de 50 anos, ativas, mas que foram defenestradas do mercado de trabalho e querem (e podem) colocar seus talentos a serviço da sociedade. A proposta é se engajar no universo da educação como tutores especialmente na área da alfabetização, que representa uma armadilha perigosa — segundo pesquisas, o fracasso na aquisição da escrita/leitura é o primeiro gargalo que leva a criança a abandonar a escola e começar a assumir o papel de fracassada.

Estamos falando de uma empreitada barata — se resume ao valor necessário para recrutar, treinar e supervisionar voluntários de nível cujo trabalho também inclui participar da organização das escolas. Hoje, o programa está implantado em 19 cidades americanas e conta com mais de dois mil colaboradores.

No Brasil já temos hoje 3,2 milhões de pessoas com 80 anos ou mais. O numero de brasileiros com 60 anos ou mais cresceu 38,6% entre 2000 e 2010, segundo o ultimo censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE. No mesmo período, a população em geral avançou apenas 12,8%.

Em entrevista ao jornal Valor, Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional de Longevidade, afirma que há um tripé fundamental para envelhecer bem: ao capital biológico que se resume em uma boa saúde, somam-se o capital financeiro, ou seja dinheiro no bolso, e o social que inclui os amigos e a participação na sociedade. Ter voz, portanto, é oxigênio necessário à sobrevivência digna.

Mostrar que a nova terceira idade tem a capacidade de trabalhar é o objetivo de Bernardo Queiroz, professor do Departamento de Demografia da Universidade Federal de Minas Gerais. Ele compara uma pessoa de 60 anos da década de 1950 a alguém com 71 nos dias de hoje. Assim como somente aos 74 anos o idoso de 2010 se sentiria como o de 65 anos de seis décadas antes.

Programas como o Experience Corps têm ainda outra qualidade ao criar um intercâmbio entre gerações que garante o manutenção do acervo cultural e fortalece a comunidade. Sem esquecer que esse  novo modelo valoriza a experiência e a capacidade de trabalho de pessoas com mais de 50 anos  dentro de um ambiente produtivo, constantemente avaliado que visa atingir metas.

Em tempo: o trabalho não é remunerado e o compromisso é de 5 a 15 horas de dedicação semanal. Você acho que um “emprego” como esse, sem salário, representa um reconhecimento ao talento de um profissional? 

Leia mais:

81 anos de energia

Os envelhescentes

50+, estilo de vida e colesterol

Sylvia Loeb conversa com o arquiteto Jorge Wilheim

Esses Fifties

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s